Sobre viver.

Sobre viver.

1975deca40df0ba059dddef9c1958456

Escuto vozes que devoram minha paz como se eu fosse uma lâmpada no absoluto escuro de um dia chuvoso, e os gritos são mosquitos que rodeiam-me e tentam, em vão, me atravessar. Eu entorpeço os mais valentes corações. Lambuzo mil tons de sangue que jorra da raiz da vida, como uma ferida semi-aberta. Em meus olhos já não há composição. São apenas órbitas profundas inabitáveis, como Plutão: frio e esquecido. Ela me abandona cada dia mais. Me enterrou junto com minha esperança. Sobrevivi.

Anúncios
Sobre Anas, Camilas, Tarcillas e as Mulheres de Carol Rossetti

Sobre Anas, Camilas, Tarcillas e as Mulheres de Carol Rossetti

Há algumas semanas ouvi no rádio Afonso Romano de Sant’anna falando sobre a última Bienal do livro que aconteceu no Rio de Janeiro. No seu comentário, ele falava que “a literatura já não é a mesma. Ou melhor, que o mercado do livro está totalmente transformado”. Hoje, consumimos muitos livros de autores que vieram da internet. Acredito sim que isso seja mais um exemplo dessa nova mídia e da globalização. E é sobre um desses livros saídos da internet que venho falar hoje.

carolrossetti

Em 2014 ela começou a desenhar mulheres e publicar suas ilustrações, em sua página do Facebook, acompanhada de frases inspiradoras. Em 2015, Carol Rossetti publica “Mulheres – Retratos de respeito, amor-próprio, direitos e dignidade”, um livro para todos os gêneros.

IMG_20150918_110950991

IMG_20150918_110957448

O livro é dividido em seis partes: Corpo, Moda, Identidade, Escolhas, Amores e Valentes. Cada seção é introduzida por uma breve apresentação. Sabe aquela coisa de preparar pro que vem?! É bem por aí. E a cada pagina lida, a cada mini-reflexão feita, você vai lembrando de uma amiga, parente, conhecida ou de um amigo, parente, conhecido. Porque muitas das reflexões não precisam ser restritas a um único gênero! E é por isso que esse livro é mais incrível ainda!

IMG_20150918_111051675

Mas, Verena, por que você comprou um livro que está “todo disponível na internet”? Comprei pra mim e comprei mais alguns pra dar e presente para algumas amigas mulheres tão especiais quanto as que Carol mostra em suas ilustrações. Comprei porque é uma forma de eu agradecer a ilustradora/autora por todas essas reflexões que ela proporcionou a mim e a tantas pessoas. Comprei porque, de alguma forma, me sinto feminista como ela e vivo esse respeito que ela apresenta no livro. Comprei e vou comprar mais alguns, e continuarei comprando sempre que achar que alguém precisa dele.

IMG_20150918_111132812

IMG_20150918_111159292

Mais do que uma simples contribuição para o movimento feminista, esse livro é um manifesto sobre respeito a si mesmo e ao próximo. Um livro que todos deveriam ler, refletir e conversar com alguém sobre cada página, sobre cada imagem. Um livro que deveria ser dado de presente para os “em formação” e os já formados, já que não é vergonha nenhuma perceber que poderia rever suas opiniões e respeitar mais o outro.

Ego-fotos:

 

IMG_20150918_111950577

IMG_20150918_112000278

IMG_20150918_111739477

IMG_20150918_111716553

“Ainda que você não se identifique com esta pessoa, não acha que ela merece respeito e dignidade?” Carol Rossetti

A Carol já começou um novo trabalho em quadrinhos intitulado Cores. Nele ela traz à tona a questão: por que tem que existir cores/coisas de menino e cores/coisas de menina? Eu simplesmente amei os primeiros quadrinhos e torço por mais esse sucesso. Será que vai sair da internet? Será que podemos esperar por mais um livro de sucesso pra continuar “bagunçando” essa nova literatura que tanto surpreendeu Afonso Romano de Sant’anna na Bienal? Vamos aguardar! 😉

 

Um beijinho e um sorriso,

Ana Verena Pedreira

 

P.S: Quem quiser ouvir o comentário de Afonso Romano de Sant’anna clica aqui.

P.S.2: Quem quiser saber mais sobre Carol Rossetti clica aqui.

P.S.3: As fotos estão feinhas porque NÃOSEICOMO não consigo mais salvar as fotos depois de editar.

Resenha: O Vampiro Imperador

Resenha: O Vampiro Imperador

Olá, queridos leitores!

O autor Leonardo Barros, primeiro parceiro do nosso broguinho (yuppie!), lançou em agosto o seu sexto livro, O Vampiro Imperador – Da destruição de Sodoma ao incêndio de Roma, editora Novo Século, 2015. E é sobre essa obra que venho aqui compartilhar com vocês.

image

Sinopse: Drucila é uma linda jovem romana, casada com o médico do imperador Nero. Diante da ausência do filho, ela entrega-se a um culto proibido de fertilidade, ato que inicia sua ruína e tem relação com sua transformação em vampira. Ciente de seu poder, ela resolve dominar Roma e não mede esforços para consegui-lo.

As intenções de Drucila só poderiam ser ameaçadas por Dotan, um ser imortal como ela. Em noites de lua cheia, esse general de confiança de Nero prende a si mesmo a fim de evitar que o lobisomem, criatura que se tornou há milhares de anos, domine-o. No entanto, quando Dotan se vê diante de uma Roma guiada por energias maléficas, ele engendra sua força para tentar salvar o povo da perseguição e da tirania.

O derramamento de sangue se torna um pesadelo constante. A cidade caminha, a passos rápidos, para um longo período de escuridão.

Traições, jogos de poder e lutas épicas enredam essa engenhosa aventura que põe em conflito a busca pelo bem e o desejo, as vezes incontrolável, pelo poder e pela luxúria.

image

O Vampiro Imperador se passa inicialmente em 3000 a.c. e  vai se desenvolvendo até muitos anos d.c., nos levando a um outro lado da história fictícia.

Apesar de ter ficado ansiosa por mais uma obra do autor, pois os livros que li dele se tornaram uns dos meus favoritos, confesso que não esperava muito do novo livro por causa do tema vampiro. Mas, mais uma vez Leonardo Barros, com sua genialidade, me surpreendeu e fez com que um tema batido se tornasse uma ótima história, que prende o leitor a todo o momento, fazendo com que quem o lê queira saber sempre mais e mais.

Drucila lutou, mas não conseguiu se desvencilhar das mãos da anciã. Seu coração disparou, enquanto ela se debatia e tentava voltar à superfície. O gosto metálico, somado ao sufocamento, antecipou o ato reflexo de inspiração, e a moça engoliu sangue, engasgado. Enfiou as unhas nos punhos da sacerdotisa, para que a velha a soltasse, mas não adiantou.

image

O livro tem 400 páginas, é dividido em 78 capítulos e um epílogo (amo livros bem divididinhos), e ótimas sequência de cenas. A capa é obra de Alexandre Santos.

Ficou interessadx?

Compre: Saraiva Amazon | Skoob
Avaliação: ⭐⭐⭐⭐⭐

image

Além de escritor, Leonardo Barros é médico, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
É autor das obras Amor de Yoni, O Maníaco do Circo – e o menino que tinha medo de palhaços (meu livro favorito dele), Saúde, beleza, prosperidade e riqueza, Solteiro em trinta dias – Receitas de sucesso de um ex- otário e Presságio – o assassinato da freira nua (já resenhei sobre ele aqui).

Para conhecer mais sobre o autor e interagir com ele:

Twitter

Facebook

Instagram

Email: leobarrosescritor@gmail.com

Por hoje é isso. Espero que tenham gostado!

Beijo

Uma linda tarde de Sábado no MAM

Uma linda tarde de Sábado no MAM

Sexta a noite, depois de um dia lindo de sol na piscina com minhas amigas Verena e Tarcilla, eu estava cansada e sem expectativas para o sábado a tarde, quando Kelven, amigo meu, me chamou para ir para o MAM, Museu de Arte Moderna da Bahia, e eu aceitei.

image

Já tinha ido lá uma vez, mas rapidamente, não conheci as instalações e não pude apreciar a beleza do lugar. No sábado, foi diferente; andei por todo a parte e pude parar, observar, me encantar e tirar várias fotos. Várias fotos meeesmo! Foram tantas fotos lindas tiradas lá que foi difícil escolher algumas para mostrar pra vocês hahaha.

image

image

image

image

image

Tinha um balanço, gentêee! E eu incorporei uma criança de 5 anos e não queria mais parar de me balançar nele, claro.

image

Ah, e esse é Jordan, lindo.

image

image

image

image

image

image

image

image

Além de Kelven, estavam o namorado dele, John e um amigo, Jordan. Eu não conhecia ambos, mas em uns minutos de conversa parecia que nos conhecíamos há tempos. Foram ótimas companhias! Adorei conhecer vocês, meninos! E Kelven, meu amor, estava com saudades das suas chatices!

image

Para quem não conhece e tem interesse de ir, o museu fica na Avenida do Contorno, Solar do Unhão, e funciona de terça a domingo, 13h às 19h; sábados, 13h às 21h. Telefone: (71) 3117-6139.

Além das exposições que acontecem por lá, aos sábados, às 18 horas, acontece o JAM, uma apresentação de Jazz maravilhosa, que estou louca para ver.

image

image

Espero que vocês tenham gostado e aproveitem um dia livre para ir. Como puderam ver nas fotos, assistir o por do sol lá é encantador e dá belíssimas fotos. Então, chame seu amor, sua paquerinha, ou seus amigos mesmo, como foi o meu caso, e passe uma tarde linda no MAM.

Um beijo, queridos! Até a próxima!

Vou mostrar que eu sou tigrão

Vou mostrar que eu sou tigrão

Alô, Brasil!!! Tudo bacana?

Se não está, vai ficar! Com a playlist dessa semana não tem bad que fique. Falo por experiência própria.

image

Desde que postei a playlist para segurar essa barra que é gostar de você não paro de ouvi-la. Pouquíssimas vezes parei para escutar outras músicas, mas também nada muito animador. Então, cansada do rio de lágrimas, criei  uma playlist muito amorzinho, divertida e 100% nacional, com músicas antigas e atuais de sucesso. Impossível ficar paradx!

image

Desde já me ponho a disposição de quem quiser me convidar pra uma festa que tenha essas músicas.

ME CHAMAAAA! EU NUNCA TE PEDI NADA. POR FAVOR! Hahaha

image

Afastem o sofá da sala, chamem os amigos, dá play e aumenta o som!

image

Espero que gostem e divirtam-se!

Aceito sugestões.

Beijos. Cah

Eclipse

Eclipse

Foto 27-09-15 17 42 07

Olhei para o céu e te busquei no silencio ensurdecedor da única estrela que lá estava. Mas você não estava lá. Estava ali. E é estranho respirar o carbono que você expira e que mata todos os meus órgãos. Eu morri ontem, hoje e morrerei amanhã, porque suas lembranças são como marteladas nas paredes do meu cérebro, como lembretes, sabe? E eu chorei. Chorei tentando desvendar, adivinhar e sentir. E sua boca que se move devagar? Cautelosa. Como quem planeja um crime perfeito. Sem provas. Nem suspeitos. Onde a menina doce é morta pela mulher misteriosa de carne aveludada e batom cor de sangue vermelho. Sempre te procuro nas entrelinhas dos meus textos, onde te escrevo mil cartas que releio para as paredes da minha casa, como se elas fossem você – ou como se eu fosse te contar todas elas que escrevi. Mas você nunca vem. Sempre dá meia volta. Nunca chega. Se enrola demais correndo atrás do próprio ego, em círculos. E me parto ao meio, sem rodeios. Me sinto agoniada com cada grito de insatisfação por “te ter tão longe”. Com aquele anseio de te ver de novo. E toda vez que tento me desvencilhar desse sentimento confuso, sinto que é uma parte de mim que está sendo amputada. As pernas, a boca e o coração ainda estão no lugar. Ainda consigo andar, gritar e o sinto pulsar aqui no peito. Acho que foi minha liberdade. É… você é minha liberdade extorquida. A independência foi embora. Apenas ficaram as minhas asas. Mas não sei voar sozinha.

Meu erro foi te ver sorrir.

Mas afinal, o que é feminismo?

Mas afinal, o que é feminismo?

Oi, gente!

Vocês sabem o que é feminismo?

Feminismo é um movimento social, político e filosófico que tem como objetivo DIREITOS IGUAIS entre homens e mulheres.

image

Até pouco tempo eu era leiga no assunto e fazia cara feia quando me chamavam de feminista, acreditem! Há mais ou menos um ano eu não sabia o que era e me deixava levar pela ignorância do que ouvia falar. Quem nunca, né?! Infelizmente, vejo que muitas pessoas não sabem o que é e cometem erros que um dia eu já cometi.

É muito comum ouvir “Não sou nem feminista, nem machista”. Eu mesma já disse isso. Via, na minha ignorância, que feminismo era contra homens e escolher um lado ou outro era como decidir declarar guerra ao adversário. NADA A VER! Vamos nos informar pelamordedeus!

Feminismo não prega ódio, violência, nem domínio sobre os homens. E não é o contrario de machismo pois machismo prega domínio dos homens sobre mulheres. O nosso objetivo é IGUALDADE DE GÊNEROS. Ter os mesmos direitos e deveres. OS MESMOS.

Então você ai, homem machista, que abre a boca pra falar asneiras, menosprezando a causa, dizendo que feministas querem tirar vantagem, dominar o mundo, dá uma de macho, etc, fale como é difícil ganhar mais que as mulheres, poder andar com a roupa que quiser na rua sem mexerem com você. Namorar, beijar, transar com quantas pessoas quiser sem ser objetificado e xingado pela sociedade. Nossa, muito difícil mesmo, né?! Argh!

image

O feminismo é contra o sistema de dominação que privilegia os homens e não contra os homens em si. É bem diferente você lutar contra um sistema e lutar contra um gênero, entende?image

Ser feminista é lutar pelo direito de usar a roupa que quiser sem servir de desculpa pra violência. Acreditem, tem quem diga que vítima de estupro que usa roupa curta no ocorrido merece/pede pela violência. COMO ASSIM??? O sangue ferve só em pensar que tem quem diga isso.

Ser feminista é empoderamento. É ser dona de si e escolher o que te faz bem sem ninguém cagar regra.
image

Quem te disse que mulher tem que se maquiar? Tem que malhar pra ter um corpo esquelético padrão. Gostar de rosa, usar salto alto, ter cabelo longo, casar, ter filhos? Quem disse? É lei por acaso? Você é dona de si. Faça do seu corpo o que bem entender.

Feminismo é pluralidade. Não é um livro de regras a serem seguidos.

Feminismo, pra mim, representa liberdade. Liberdade de sermos quem somos e sermos tratados igualmente com respeito.

image

Sendo assim, antes de dizer que é contra o feminismo e sair por ai falando o que é sem conhecimento da causa, pesquise! Se questione. E isso vale pra tudo. Feminismo não se resume ao que eu escrevi. É um movimento enorme e de grande importância.

image

P.s: é a primeira vez que falo sobre o assunto e é diferente conversar com outras pessoas e simplesmente jogar a minha opinião aqui. Fui breve. É algo extenso e se deixar eu escrevo até cansar os dedos rs. Espero não ter cometido erros graves.